top of page
  • Foto do escritorPedro Rego

Perseidas - Um espetáculo de luz nos céus de Agosto!

Atualizado: 5 de set. de 2023

Todos os anos, os céus do Hemisfério Norte iluminam-se com a passagem das Perseidas! Não, não são gigantescas bolas de fogo que fazem a noite ser dia, mas sim um conjunto assinalável de meteoritos e meteoros que rasgam os céus e mostram filamentos de luz, uns mais intensos, outros menos! São, como costumamos dizer na gíria, estrelas cadentes!

As Perseidas são então uma chuva de estrelas que é proporcionada pela passagem do cometa Swift-Tuttle que depois da sua passagem deixou um rasto de poeira cósmica que ao entrar na atmosfera produz então as chamadas estrelas cadentes.




Assim, durante este período temos um aumento significativo de presença de meteoros e meteoritos nos céus! A maior atividade regista-se entre 8 e 14 de Agosto, mas tem o seu pico de observação entre 12 e 13 de Agosto. Com sorte e boas condições podem observar-se cerca de 100 meteoritos por hora o que é uma quantidade muito maior que o normal!



Foto de um meteoro a rasgar o céu nocturno
Meteoro nos céus!

Para observar este espetáculo astronómico não é necessário nenhum equipamento especial, basta mesmo deslocar-se para um local escuro, quanto menos luz tiver por perto melhor e sentar-se ou deitar-se e relaxar por alguns momentos. Mais cedo ou mais tarde elas vão cair!


No entanto, para conseguir fotografar este espetáculo são necessários alguns conhecimentos técnicos e algum material específico e que iremos falar neste Post! Ainda que seja possível captar estes momentos com um Smartphone das gerações mais recentes, irá tornar-se um pesadelo e o resultado não será muito satisfatório pelo que o ideal é ter uma máquina fotográfica dedicada para conseguir o melhor resultado! Passo a passo, vamos então saber como fotografar as Perseidas:


1. Sair das cidades e escolher locais sem iluminação - Para conseguir fotografar as perseidas o céu deverá estar o mais visível possível, o que não acontece nas localidades, devido à sua luz.

2. Levar roupa adequada e mantimentos - Estamos em Agosto, mas as noites são mais frias que os dias! Uma dica valiosa é levar casacos, calças e uma manta quente! Mesmo que não use, mais vale ter por perto que não ter! Esta atividade implica algum tempo sentado, ou com poucos movimentos o que faz com que o desconforto térmico se amplie mais. Leve também bebidas quentes num termo e alguns snacks! Leve também cadeiras ou colchões para se poder sentar ou deitar. As observações das Perseidas podem levar horas e convém estarmos cómodos!

3. Escolha um local onde possa ver o máximo de céu possível! - Por vezes escolhemos locais que têm alguns obstáculos, sejam árvores altas ou outros, o ideal é procurar um local que não tenha obstáculos à visão. Evitem também ter aparelhos de luz ligados, telemóveis ou lanternas para que os olhos se habituem mais ao escuro. Poderá usar lanternas de luz vermelha que permitem ver no escuro sem afetar a nossa perceção de olhar.



4. Observe as perseidas perto do seu Radiante - O radiante é o nome que se dá ao ponto no céu onde os meteoros se parecem originar! O Radiante das Perseidas situa~se virado a Norte, na "Constelação Perseus". Se não é conhecedor das constelações, use apps gratuitas para se poder orientar no céu, tais como a Starwalk 2 ou a Stellarium entre outras. Para Fotografia recomendo a aplicação Photopills que permite planear de forma mais eficaz a fotografia. No entanto, esta app é paga, tem o valor de 10€.

Assim, se virar.o seu olhar para Perseus terá mais hipótese de ver mais estrelas cadentes. Mas elas poderão ser vistas em qualquer local do céu, existem inclusivé as mais fortes que mesmo tendo origem em Perseus vão "rasgar" o céu em zonas mais longe do radiante. E claro....existem outras estrelas cadentes que não as Perseidas a serem vistas. Mas como não temos um ângulo de 360º de visão, a dica melhor é mesmo olhar para a zona das perseidas.

Para fotografia, o ideal deste tipo de fotografia é usar uma objetiva grande angular ou mesmo ultra grande angular para poder captar o máximo de céu possível! O ideal é ter objetivas de 14mm, 16mm para sensores full frame. No geral, usar uma objetiva que permita observar o máximo possível de céu! Deve também ser uma objetiva luminosa! Já vamos abordar esse ponto a seguir.

5. Características técnicas para fotografar - Devemos utilizar o máximo de abertura possível da nossa lente, ou seja abrir o diafragma ao máximo para conseguirmos captar o máximo de luz. Quanto mais luminosa a objetiva melhores resultados teremos e menor será o ISO a utilizar. O ideal é ter objetivas F1.2; F1.4; F1.; F2; F2.8. Também poderá conseguir bons resultados com F4 ( que foi o que utilizei na fotografia em cima) mas a sua máquina deverá poder suportar bem ISOS elevados!

Quanto mais luminosa for a abertura menor será a necessidade de aumentar o ISO e estes elementos devem estar correlacionados. Por exemplo, se usar uma objetiva F4 o ISO a utilizar deverá rondar os 4000, 5000 ou 6400. Se utilizar uma F2.8 então o Iso cai para uns 2000 ou 3200. Lembre-se que será necessário captar muita luz pois as estrelas e estrelas cadentes não são fáceis de captar pelos sensores fotográficos! A velocidade de obturação deve ser sempre determinada pela distância focal que utilizamos. A ideia é fazer o máximo de longa exposição que conseguirmos. O tempo de exposição será então determinado pela nossa objetiva, utilizando um regra que se chama, regra dos 500. Basicamente é pegar na distância focal que vamos usar e dividir por 500. Assim, se usar uma 16mm e dividir por 500 terei então o tempo de exposição máximo que posso utilizar: 31,25s. Se usar uma 20mm serão 25s e uma 24mm serão 20s. Como vamos fazer uma longa exposição, iremos necessitar de um tripé e muita estabilidade na máquina. Durante o tempo de exposição, todos os meteoritos que passarem dentro do ângulo de visão da câmara irão ser apanhados na foto. Para maximizar os resultados devemos disparar constantemente, tal como se fizéssemos um timelapse. É aconselhável o uso de um disparador externo para poder estar sempre a fotografar e também para reduzir o movimento que possamos incutir na máquina ao clicar no botão de disparo!



Stack de 40 fotos de meteoritos vindos do radiante em Perseus
Stack de 40 fotos - Perseidas 2023

E basicamente é só isto que precisamos para observar ou fotografar as Perseidas! De resto, é respirar e aproveitar para relaxar e contemplar a nossa galáxia!

Após a captura existe ainda o processo de edição, se pretenderes saber mais sobre a edição vê o vídeo que em breve irei colocar no meu canal de Youtube! ;)


Até Já!!







Posts recentes

Ver tudo

Pague-me um café! Este Blog é gratuito e sempre será, se valoriza a informação que aqui é colocada pode agradecer, doando a contribuição que entender.

PayPal ButtonPayPal Button
bottom of page