Neowise - Parte 2 - Técnica e outros lugares

De facto, torna-se uma experiência inesquecível observar este cometa! É algo de estranho e fascinante ao mesmo tempo! Estranho por estarmos na presença de um objeto/corpo estranho nos nossos céus e ainda por cima perfeitamente visível a olho nú, como também fascinante porque estes objetos normalmente pertencem ao chamado espaço profundo, ou como se diz em Inglês "Deep Sky" e é impossível vê-los a olho nú e, claro está, torna-se mesmo muito difícil fotografá-los. Para fazer fotografia deep sky, é necessário termos um sistema de guia de estrelas, ou equatorial tracking mount. Basicamente um mecanismo que permite acompanhar a rotação da terra e permite longas exposições de vários minutos sem que as estrelas e os corpos celestes fiquem arrastados. Sem este equipamento e uma teleobjetiva torna-se mesmo muito dificil conseguir alguma coisa. Mas este cometa teve o condão de nos "aproximar" do espaço e podermos observar e fotografar este corpo! Assim que, não precisamos de nada de mais para o fotografar! Um tripé, uma máquina e uma lente de preferência entre os 35mm e os 100mm. Devemos definir a abertura máxima da lente seja ela F2.8, F4 ou F5.6 e começar a partir daí. Depois ter especial atenção à velocidade de obturação!! É que as estrelas movem-se e se prolongamos demasiado a velocidade vamos ficar com um arrasto grande nas estrelas e no cometa. Assi m que a velocidade deve ser cuidada! Existe uma regra para saberem a velocidade máxima que podem utilizar, basta dividir a vossa distancia focal por 500. Assim, se estão a utilizar uma 50mm fazem 500:50. o valor que der é o valor da velocidade que devem utilizar como limite máximo. A partir daí têm arrastos. Numa 50mm podem utilizar até 10 segundos de exposição. No entanto eu aconselho dividir por 400 para terem mais certeza que tudo corre bem! Não queremos uma foto com tudo arrastado!! :) Devem também utilizar o temporizador da máquina e definir para 2 segundos. Assim eliminam as vibrações que obtemos ao carregar no obturador! Parece mentira mas ajuda muito a que haja trepidação e consequentemente...fotos tremidas! O ISO que irão utilizar tem muito a ver com a abertura que vão utilizar e a velocidade...Mas preparem-se para aumentar o ISO para 1600, 2000 ou mesmo 4000 ou 6400! Também depende da vossa máquina e como ela reage ao ISO alto. Lembrem-se de controlar bem o ISO senão acabam com fotos cheias de ruido... Depois....é enquadrar....experimentar fotos só com o cometa e fotos com outros elementos em terra para composições mais completas! Divirtam-se! Já têm poucos dias! Nas fotos temos vistas da Serra de Nogueira em Bragança e da Nossa Senhora da Assunção em Vila Flor!

Nossa Senhora da Assunção em Vila Flor!



Seguintes: Serra de Nogueira




295 visualizações

© 2020 all rights reserved - Go Wild / Pedro Rego Wildlife and Nature