top of page
  • Foto do escritorPedro Rego

Hiking no Rio Calvo

Atualizado: 11 de dez. de 2023

Se irmos ao estrangeiro em busca de paisagens inebriantes e únicas nos faz certamente as delícias, a descoberta do "nosso Portugal" pode trazer-nos também verdadeiras e incríveis surpresas! A verdade é que aqui não temos as paisagens das Dolomitas, do Grand Canyon ou as célebres paisagens da Suiça ou Islândia, mas temos lugares também eles verdadeiramente impactantes e mágicos e que valem a pena ser descobertos! A maior parte das vezes, bastam algumas pequenas pesquisas e ter vontade de explorar os imensos trails, ou percursos que temos! E sim, sair do sofá e aproveitar os momentos de pausa que temos para caminhar ao ar livre! E que bem que isso faz!


Hoje trago-vos uma caminhada no Norte de Portugal! Mais concretamente na zona de Valpaços que a partir de 2021 inaugurou os seus trilhos pedestres do Rio Rabaçal e do Rio Calvo chamados Ecovia do Rabaçal, embora já estivessem ativos desde 2020 mas a pandemia não possibilitou a sua inauguração oficial mais cedo! Trilhos fantásticos onde tive a oportunidade de trabalhar e efetuar vídeos promocionais bem como a maior parte das fotografias para os painéis informativos, livro e flyers de promoção dos percursos! Podem ver aqui no site os trilhos e mais info: https://ecoviadorabacal.pt/ecovia-do-rabacal/



Desta vez decidi fazer um pequeno troço do Rio Calvo, entre Agordela e as ruínas dos Moínhos. Um troço pequeno mas fotograficamente muito rico! Embora não seja extenso há que sempre contar com o ir e voltar uma vez que estes troços não são circulares. A altura do ano não é a melhor, uma vez que o Outono já quase passou e a maior parte das árvores presentes no troço já não têm folhas, já todas caíram e as árvores estão já "despidas"... Mesmo assim, a luz de Inverno contribui para que possam haver boas cores e a beleza do local faz o resto!


Assim que, pés em marcha e vamos lá começar o Hiking no Rio Calvo! Comecei bem cedo na manhã, tem mesmo que ser no entanto neste troço há que contar que o Sol só ilumina o vale quando a manhã já vai mais prolongada! Como conhecia já o percurso, já tinha alguns pontos bem definidos para experimentar fazer algumas fotografias, o primeiro ponto é uma passagem de madeira em frente a uma queda de água! Um local belíssimo que nunca mais esqueci! A caminhada é mágica...As folhas jazem no chão criando um manto fofo e visualmente diferente....as rochas proeminentes no caminho...o musgo nos muros, tudo nos faz respirar fundo e sentir verdadeiramente a Natureza!


Quando cheguei ao local...uma pequena desilusão. Provavelmente devido ao mau tempo, a ponte ruiu parcialmente e o que resta do passadiço revelou-se extremamente escorregadio para descer. Mas ainda assim, agachado e a colocar as botas por entre as frinchas do passadiço lá desci! E valeu a pena! A ideia era efetuar uma fotografia de longa exposição em que pudesse captar a cascata e também a sua envolvência.



Queda de água no Rio Calvo com longa exposição
Queda de água - Rio Calvo

Para conseguir esta fotografia usei uma objetiva grande angular (16-35mm) nos 20mm e uma abertura de F8 para conseguir ter tudo em foco em termos de profundidade de campo e uma velocidade de obturação de 3,2 segundos. Isso permite-me ter este efeito na água. Usei os fetos à esquerda e os restos da ponte caída à direita como elementos de composição de delimitação da foto. E...Pois é, com um olhar atento vemos ali plásticos e restos de roupas que vão sendo trazidos pela corrente do rio e se vão alojando em qualquer recanto onde fiquem presos. Faz falta ainda uma grande sensibilização para minorarmos estes e outros problemas ambientais. Ao longo do percurso foi uma constante ver garrafas de água, de yogurtes, plásticos diversos de bolos e batatas, etc. Quem faz estes trilhos deve, ou devia ter, uma maior consciência ambiental, até porque usufrui diretamente da beleza dos locais e da sua riqueza natural. Então porquê danificar ou estragar? Não faz sentido!


A caminhada prosseguiu em direção aos Moinhos abandonados e ao longo do caminho fui vendo algumas paisagens no vale que dariam uma bela fotografia em tempos Outonais...Disse mal da minha vida por não ter vindo mais cedo....Mesmo assim era uma vista belíssima sobre o vale mas onde não conseguia ter um ponto de vista para fazer uma foto. Voltei a dizer mal da vida por não ter levado o drone para fazer uma fotografia aérea.


Mas num dos pontos do percurso vejo uma aberta sobre o vale e uma rocha com um pinheiro deram-me o local privilegiado para fazer uma foto de ângulo picado.



Vista sobre o Rio Calvo e as ruínas dos antigos Moinhos
Vista sobre o Rio Calvo e as ruínas dos antigos Moinhos

Nesta foto também usei a técnica de longa exposição para conseguir suavizar a água do rio e dar-lhe um look mais dinâmico e de movimento. Como podem ver, se as árvores estivessem com a folhagem de Outono daria uma foto fenomenal. Fica o apontamento para o ano voltar!


Saí da rocha e voltei ao caminho, descendo em direção aos moinhos. o percurso é todo ele fabuloso!



Vista do percurso em direção aos moinhos em ruínas no rio calvo
Vista do percurso em direção aos moinhos

Após a caminhada escolhi um recanto do rio para fazer o meu almoço e o meu merecido café! Esta história está envolta em várias peripécias!



Foto de uma pessoa deitada ao lado de um rio a descansar com uma mochila e um termo de caféé
Breve descanso antes do almoço!

Depois de um belo descanso começo a tirar as coisas para aquecer água e misturar com a comida desidratada, a comida de eleição quando fazemos trekings ou hikings. Isto porque claro, já vem cozinhada, não é preciso cozinhar e basta juntar água a ferver e passados uns minutos, voilá! Temos refeição. O problema é que quando ia aquecer água me apercebi que me tinha esquecido do fervedor de água...e portanto não tinha nada para ferver água o que inviabilizava o almoço e o café! O almoço ainda podia passar sem ele, mas o café é que não!! :D


A solução foi inventar à estilo Macgyver! Pelo caminho verifiquei que estava uma panela velha num dos moínhos, fui lá e trouxe-a. Ferver água ali diretamente estava fora de questão, a panela tinha camadas de ferrugem e uma sujidade tão grande que só mesmo com muita lavagens se conseguiria fazer algo ali. E mesmo assim....duvido. Ainda a lavei no rio mas não dava...Tinha que arranjar outra alternativa e essa foi aquecer água em banho-maria. Colocar água na panela, ferver essa água e dentro colocar um boião de vidro com água boa e aquecer indiretamente essa água. Sempre com receio que o boião estourasse com o calor, lá consegui aquecer minimamente a água para preparar a refeição e o café! ;)



Depois de arrumar as coisas verifiquei que naquele lugar que tinha escolhido para almoçar ainda havia uma bela fotografia que podia fazer. 2 pequenas quedas de água compunham uma imagem que me agradou, assim que, tratei de colocar o tripé, já dentro de água em cima de uma rocha, usei a teleobjetiva 70-200 nos 80mm para comprimir mais a cena e também fiz um stacking de filtros usando o filtro polarizador para eliminar os reflexos à tona da água e também o ND64(neutral density), retirando 3 stops de luz e fazendo com que fosse possível uma longa exposição de 3,2 segundos. Como estou a usar uma tele e a foto fica mais comprimida, perco profundidade de campo e assim, usei a técnica do Focus-Stacking para conseguir uma imagem nítida deste a parte mais próxima até ao fundo. Efetuei 3 fotos para fazer o stacking.



foto de longa exposição de um rio
A última foto com recurso ao Stacking.

Após a foto, um almoço bom e um delicioso café estava na hora de voltar ao caminho e regressar. A manhã tinha sido fantástica e rica tanto em fotos como em experiências! E não é isso que importa mais?


Podem completar esta descrição leram aqui no blog com o vídeo no Youtube desta belíssima caminhada! Vejam aqui no link e subscrevam o canal Youtube para receberem sempre as notificações de novos vídeos e claro, ajudarem este canal a crescer!


Estava terminada esta caminhada no Rio Calvo, para a semana, outra caminhada!


Até lá!!

Posts recentes

Ver tudo

Pague-me um café! Este Blog é gratuito e sempre será, se valoriza a informação que aqui é colocada pode agradecer, doando a contribuição que entender.

PayPal ButtonPayPal Button
bottom of page