A culpa é do Jesus? Carinho ou Pau?


Créditos foto - Jornal Tribuna Expresso


Este post no blog foge um pouco ao que é o habitual, a vertente da imagem, no entanto, por vezes fruto da atualidade existe esta vontade de escrever sobre outros temas. Hoje o tema é sobre futebol, nomeadamente sobre o Benfica e Jorge Jesus.


Começando pela evidência que não tem qualquer contraditório, a época futebolística do Benfica até ao momento tem sido péssima e nem nos piores planos do mais cético benfiquista seria possível no início da época pensar que a equipa falharia a Liga dos campeões, falharia a taça da Liga, estaria a 15 pontos do 1º classificado ocupando a 4ª posição a um ponto do 5º lugar e com exibições sofríveis, uma falta de futebol bem jogado e um desacerto quase generalizado na equipa...


Como qualquer Português bem sabe, "casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão" e nestes últimos dias foi o próprio Jorge Jesus a ralhar e a pedir....carinho pela equipa. Vamos então tentar perceber se Jorge Jesus tem razão em estar irritado com a contestação, ou não.


O casos Jesus começa bem cedo a criar divisão e falatório no Benfica. Em pleno momento eleitoral, Luis Filipe Vieira decide arriscar naquilo que à partida seria quase impensável, fazer regressar JJ ao Benfica. Ora como é sabido de todos, JJ depois de anos felizes no Benfica teve uma saída do clube tempestiva, com acusações mútuas entre clube e treinador, com casos em tribunal e com a assinatura do treinador pelo clube rival, o Sporting. Recordam-se bem os adeptos que vivem mais de perto o futebol a forma tão vulcânica que foram vividos aqueles tempos e que acabou nas barras dos tribunais. Embora o clube não tenha sido 100% correto com o treinador, o JJ também não o foi para com o clube. Veio à baila mesmo a acusação de roubos de computadores e documentação etc. Depois o futuro não foi melhor, JJ já no sporting sempre a tentar desestabilizar o Benfica de Rui Vitória com polémicas atrás de polémicas, referindo-se ao Benfica como o "rival" e inclusivé telefonando e enviando mensagens aos jogadores do Benfica para os desestabilizar emocionalmente. Alguém aqui não se lembra das unhas para o Ferrari? :) No entanto a coisa correu mal para o Jesus e acabou mesmo por perder o campeonato para o Rui Vitoria que não tinha mãos para o tal Ferrari.


Assim, a escolha de LFV para treinador foi logo uma aposta de alto risco e mesmo sem resultados desportivos, um desastre para a maioria dos adeptos que não se reviam no Jesus após aquela saída do clube. Mesmo que estando agradecidos obviamente pelas anteriores conquistas. É caso para dizer que JJ (re)começou o seu percurso no Benfica sob incandescentes brasas. E se já na altura havia uma falange de sócios irritada com LFV e a pedir um novo presidente, bom, pior ficou.


No entanto, para a maioria dos adeptos, mesmo não perdoando Jesus, acabaram por aceitar o seu regresso tentando apagar ou esquecer os tempos menos bons. Um novo capítulo.

Mas o pior estava para vir...logo no primeiro teste oficial do clube e contra um modesto PAOK o clube não passa a eliminatória e cai com estrondo na Liga dos Campeões. Perde por 2-1 e só não foi um 2-0 porque Rafa marcou um golito mesmo sobre o apito final. A equipa perde e ainda pior, mostra um futebol muito pobre não justificando minimamente o alto valor investido. Embora JJ tivesse o atenuante de se queixar de não ter alguns reforços que queria e da novela Cavani ter-se prolongado demasiado tempo, o facto é que o Benfica tinha obrigação de ter muitos mais argumentos para ultrapassar o PAOK. Ainda a titulo de curiosidade, para tornar isto mais cómico/trágico seria mesmo Zivkovic jogador que abandonara o Benfica uma semana antes a sair do banco e a marcar um dos golos. Embora Zivko seja um bom jogador o facto é que nunca provou verdadeiramente ser jogador para estar no Benfica. No entanto não deixou de ser irónico!


Começa o campeonato e o Benfica parecia ter encontrado a forma e estar a começar a jogar bem. Os primeiros jogos do campeonato faziam dar confiança aos adeptos que viria aí uma boa época. Depois...tudo mudou. Mas terá sido pelas razões evocadas por JJ? Terá sido o Covid o responsável pela quebra do plantel e do jogo do Benfica? Vamos ver. Efetivamente até Dezembro o Benfica tinha um bom percurso dentro de portas e só não foi um muito bom percurso porque 2 desaires seguidos frente ao Boavista e ao Braga (6ª e 7ª jornada) fizeram tremer toda a nação Benfiquista. Não só os resultados foram péssimos como o nível exibicional deixava mesmo muito a desejar. Vem o jogo com o Paredes para a Taça de Portugal e o Benfica demonstrou muitas dificuldades para vencer por 1-0 contra uma equipa do 3º escalão. Daí para a frente, embora a equipa conseguisse vencer, as exibições eram sempre muito fracas e as vitórias sofridas. Chega o embate com o Guimarães para a Allianz cup (Taça da Liga) onde o resultado no final dos 90 minutos foi de 1-1 tendo o Benfica passado nos penalties. Uma vez mais um jogo pobre do clube. O pior estaria para vir no jogo seguinte onde o Benfica perde por 2-0 frente ao FC Porto e perdendo a final da Supertaça para o rival. É importante referir para entrarmos no discurso de JJ que até este jogo o Benfica contava com os casos de Weigl, David Tavares (entretanto emprestado ao Moreirense),Darwin, Svilar, Gabriel, Cervi, João Ferreira, Gonçalo Ramos e Seferovic. A 2 dias do jogo com o Porto foi a vez de Pizzi testar positivo. Até final de Dezembro o Benfica teve/tinha portanto 10 jogadores com infeção Covid (9 se tirarmos David Tavares) e destes 9 contava com Darwin, Seferovic e Pizzi entre os habituais titulares (nesta altura Cervi não jogava e todos os outros, mesmo Gabriel eram pontualmente utilizados como suplentes).


Um numero já por si significativo e como hoje sabemos bem, o Covid não é uma doença qualquer e afeta bastante não só a parte pulmonar como da resistência física. Não é portanto estranho que os jogadores tenham caído de rendimento e precisem tempo para se recomporem da doença. Depois vem Janeiro e Fevereiro e vem o descalabro. Após o jogo com o Porto que o Benfica empata 1-1 ( mas em que fez uma bela exibição) sucedem-se os casos de covid no plantel e equipa técnica. A equipa chegou mesmo a ter 17 novos casos de uma vez, onde se incluíam equipa técnica e presidente do clube, tendo mesmo chegado a pedir o adiamento dos jogos pela dificuldade em conseguir gerir plantel e fazer equipa para jogar. Pedido que foi negado pela Liga de clubes e Federação. E aí entrámos no descalabro. Em Janeiro e Fevereiro o clube em 13 jogos ganhou 5, empatou 6 e perdeu 2, saindo da Taça da Liga frente ao Braga e ficando então a 15 pontos do 1º lugar! Ouvindo as declarações de JJ e indo aos números de infetados do plantel é fácil perceber que JJ tem razão quando se queixou dos últimos 2 meses. É plausivel afirmar que é extremamente difícil treinar com a equipa desfalcada, com a equipa técnica sem poder estar no treino e obviamente com muitos jogadores disponíveis mas a precisar de recuperar física e mentalmente da doença. É assim certo afirmar que JJ tem razão nos comentários que proferiu.


Por outro lado, é também necessário fazer uma análise ao período anterior onde o Benfica perdeu o comboio da Champions e onde verdadeiramente apenas demonstrou futebol de qualidade nos primeiros 3/4 jogos da temporada. Se é certo que o Benfica não deveria estar no lugar que está? Sim, é certo pensarão todos os Benfiquistas...Mas é certo também que houve de facto uma influência muito grande do Covid no plantel.


É por isso também necessário dar algum tempo e ter alguma tolerância naquilo que é o trabalho de hoje da equipa do Benfica. Sim, é certo que isto já vem da época passada, sim é certo que é já muito tempo a jogar um futebol menos bom, é certo que todos querem ganhar...Mas há que analisar tudo bem analisado para podermos definir culpados e culpas.


Assim, em jeito de conclusão, JJ tem razão quando pede mais carinho pela equipa mas ele próprio não se pod esquecer que maus resultados e exibições sofríveis pedem....pau! :D É que um PAOK não pode voltar a acontecer!


Por fim, uma referência a estas manifestações recentes dos Benfiquistas. Desculpem mas não tem pés nem cabeça. Isto não é amar um clube, nem muito menos é querer o melhor para o clube. Isto tornou-se numa caça ao homem (presidente) e numa tentativa constante de o derrubar. O Benfica teve eleições em Outubro. 62% dos sócios votaram a continuidade do Presidente. Não façam isto ao clube. Respeitem o Benfica e tenham consciência de que assim o único que conseguem é prejudicar mais o clube.

46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo